22 de jul de 2011

Papos de sexta: Scott 'Gênio' Westerfeld, por Pâmela Gonçalves

Quando eu li os posts da Rafa Fustagno falando da Meg Cabot e da Cecily Von Ziegesar fiquei com vontade de escrever sobre o meu autor favorito. Algumas pessoas ainda possuem ressalvas para os seus livros, mas eu não me canso de recomendar mais e mais.

Estou falando de um dos caras mais geniais e criativos que eu já tive oportunidade de ler: Scott Westerfeld. Você não conhece? Como assim? Só a Galera já publicou vários livros! Sendo que meu preferido até agora é “Especiais” da série Feios”. 

Feios” abriu as portas para que eu me interessasse por livros com pitadas de ficção científica, me surpreendesse com criações incríveis e um dos primeiros que me fez abrir os olhos para o que o mundo poderia caminhar.

As histórias dele são aquelas que você não vai comparar com nada, no máximo, em um futuro você vai dizer “Ahhh, isso me lembra daquele livro do Scott Westerfeld”. Sim, você vai comparar os outros livros com base no que o Scott já criou. Nunca me esquecerei de uma entrevista da Stephenie Meyer em que ela diz: “Eu acredito mesmo que não existam histórias novas – exceto, talvez, Scott Westerfeld. Ele é a única pessoa que sempre me faz pensar: ‘Ninguém fez exatamente isso antes’

Scott Westerfeld consegue desenvolver uma trama sempre se baseando em alguma crítica ou comportamento comum da sociedade. Em “Feios” ele critica essa busca pela perfeição da imagem e a ignorância do que isso representa. Sobre o comportamento é possível notar em “Tão Ontem” onde ele desenvolveu uma teoria brilhante para a indústria da moda e das tendências. Ele é tão incrível, que depois que termino de ler seus livros encontro um sentido totalmente real para o que ele colocou nas páginas. Ele tem esse poder.

E os romances? Scott não tem pena gente! Ele acaba com nossos corações, mesmo que muitas vezes ele nem assuma de fato que as personagens tenham alguma relação. Ele só planta uma suspeita e lá vamos nós e nossas mentes “brilhantes” maquinando toda uma vida feliz para o casal. Se pararmos para pensar somos nós os verdadeiros culpados; planejamos demais, criamos demais em nossas cabecinhas, e a única coisa que o Tio Scott faz é mudar o rumo da história.

Scott é borbulhante e sagaz, se eu pudesse escolher algum autor para conhecer, seria ele. 

7 comentários:

Stedy disse...

Scott é o cara! Gênio mesmo!!! Ele merece!!

ALINE T.K.M. disse...

Do Scott só li a série Feios ainda, mas foi o suficiente para ser totalmente conquistada pelas ideias geniais dos livros e a forma como ele escreve. Gosto muito da originalidade, e de como ele aborda conceitos e comportamentos mundanos de um jeito diferente, que nos incentiva a olhar determinado objeto através de outros ângulos.
Quero muito ler Tão Ontem, já está na minha wishlist!

Bjs,
escrevendoloucamente.blogspot.com

Dandra disse...

Eu só li um livro dele, e gostei muuito: Vampiros em NY - Os Primeiros Dias.

Ele tem um jeito peculiar de escrever, e estou com Feios aqui na estante pra devorar tb ^^

Gabriele disse...

sim, sim Pam ele é um gênio.
eu só conheço dois trabalho dele que é feios e perfeitos, mas só por eles deu para ter uma base da genialidade do titio. rsrs

Ju disse...

Ain eu tô louca pra ler Feios, assim vc me deixou com mais vontade de ler :)
beijos flor

Felipe Fagundes disse...

"Tão Ontem" é meu livro favorito!
E eu achei que o Westerfeld seria meu autor favorito também mas me decepcionei com a série "Feios".

Concordo com você que ele é genial pra inventar as coisas (já leu o conto dele em Amores Infernais? Adorei *-*) mas acho que na série futurista ele deixou a desejar com o desenvolver da história.

Tenho muita vontade de conhecer outros livros dele porque "Tão Ontem" é ÓTIMO!

Be Fontana disse...

Esse blog é realmente sensacional!!